Logo HSC-01

Guerra cibernética e seus impactos na sociedade

Guerra cibernética é o uso de ataque cibernético para danificar outro país ou organização.

Hoje, os ataques cibernéticos não se limitam a agências governamentais. Eles também podem ter como alvo empresas privadas. Você pode ter ouvido o termo “guerra cibernética” nos noticiários ultimamente porque há muitos exemplos de ataques cibernéticos acontecendo no momento.

Roubar informações pessoais de alguém ou tentar roubar dinheiro por meio de fraude de cartão de crédito são dois exemplos desse tipo de ataque.

É difícil saber quem está por trás desses ataques, mas não é impossível! Alguns hackers têm a capacidade de excluir dados armazenados em seu computador, o que pode causar danos significativos ao trabalhar com informações confidenciais, como registros médicos ou segredos comerciais

Apesar do termo ser conhecido há anos, ele ganhou destaque nos últimos anos devido à intensificação da competição entre diferentes países por influência geopolítica na região do Oriente Médio; assim como aconteceu com outros tipos de conflitos armados tradicionais (conflito terrestre/marítimo/aeroespacial), existem diversos fatores que podem influenciar negativamente sobre sua trajetória final.

A guerra cibernética é o uso de ataques à rede de computadores para danificar outro país ou organização. Pode ser usado para espionagem, sabotagem e terrorismo.

A guerra cibernética também se refere a ações de um estado-nação para penetrar nos computadores de outra nação com o objetivo de coletar informações sobre eles. Os ataques cibernéticos também podem ser usados para fins econômicos, como roubar dinheiro de contas bancárias ou bolsas de valores.

Principais tópicos deste artigo

Hoje, os ataques cibernéticos não se limitam apenas ao governo

Hoje, os ataques cibernéticos não se limitam apenas ao governo, mas também às empresas privadas.

Um ataque cibernético pode ser usado para roubar dinheiro de uma empresa privada ou pode ser usado para roubar informações da mesma empresa. Os cibercriminosos também podem usar esses ataques para interromper as operações de uma empresa privada.

Empresas de transporte, serviços financeiros, energia, petróleo e gás e outros serviços essenciais, podem ser alguns dos alvos em potencial, pois uma paralização em suas operações, podem causar danos á sociedade civil e a mercados locais e até mesmo internacionais.

É muito comum um hacker roubar suas informações pessoais e tentar roubar seu dinheiro por meio de fraudes com cartão de crédito.

A primeira coisa a saber é que os hackers podem roubar suas informações pessoais e usá-las a seu favor. Por exemplo, eles podem usar seu nome e endereço para abrir um cartão de crédito em seu nome. Em seguida, eles usarão o cartão para fazer compras ou contrair empréstimos para obter dinheiro de você sem que eles mesmos paguem por nada.

Esse tipo de golpe é muito comum entre criminosos cibernéticos porque é fácil para eles realizarem – e difícil para departamentos de polícia locais (responsáveis por investigar a maioria dos crimes) porque não há nenhuma evidência física deixada para trás quando alguém usa uma conta online depois de roubar a identidade de outra pessoa.

Outra maneira pela qual os hackers tentam roubar dinheiro de pessoas que usam computadores é por meio de ataques de ransomware: eles ocorrem quando um hacker bloqueia todos os arquivos em uma máquina infectada até que o pagamento seja feito, excluindo esses arquivos permanentemente ou criptografando-os para que apenas pessoas com chaves de descriptografia especiais possam acessá-los novamente (o que significa que quem não pagar perderá o acesso para sempre). Os ataques de ransomware estão se tornando mais comuns a cada dia; portanto, muitas organizações agora têm planos que envolvem backups para que não percam dados críticos se algo assim acontecer no trabalho!

É difícil saber quem está por trás do ataque, mas isso não significa que seja impossível.

O invasor geralmente é anônimo e pode estar em qualquer lugar do mundo, mesmo que você não saiba. Eles podem ser uma pessoa ou um grupo de pessoas trabalhando juntas por conta própria ou como parte de uma organização como uma agência governamental ou empresa privada. O ataque também pode ser realizado por uma única pessoa trabalhando sozinha, que pode ter problemas psicológicos ou alguma outra motivação para fazê-lo (por exemplo, vingança).

Seu free trial começa aqui

Alguns têm a capacidade de excluir dados armazenados no computador, o que pode causar danos significativos ao trabalhar com informações confidenciais.

Quanto mais as empresas entenderem o que estão enfrentando, melhor elas poderão se preparar. Os resultados de um ataque cibernético não se limitam apenas ao governo, mas também a empresas privadas. Para que você possa se proteger de tais ataques, algumas medidas devem ser levadas em consideração, como educar os funcionários sobre questões de segurança cibernética e implementar protocolos de segurança adequados para minimizar o risco de ser atacado por hackers.

Quanto mais empresas entenderem o que estão enfrentando, melhor elas poderão se preparar.

Você deve estar ciente de que os hackers estão sempre procurando novas maneiras de entrar em seu sistema. Eles podem estar em qualquer lugar do mundo e estão melhorando no que fazem a cada dia. Como resultado, é importante que as empresas entendam o que estão enfrentando para que possam se preparar adequadamente.

Para que você possa se proteger de tais ataques, algumas medidas devem ser levadas em consideração, como educar os funcionários sobre questões de segurança cibernética e implementar protocolos de segurança adequados para minimizar o risco de ser atacado por hackers.

Conclusão

Está claro que a guerra cibernética é uma ameaça real e não vai desaparecer tão cedo. A boa notícia é que existem maneiras de se proteger desses ataques, como ter senhas fortes ou autenticação de dois fatores.

Mas, mesmo com essas precauções, os hackers sempre encontrarão novas maneiras de contorná-los – o que significa que precisamos de governos de todo o mundo trabalhando juntos em soluções como esta.

Uma empresa privada também pode se proteger de 3  maneiras:

Investir no combate a ciberataques com ferramentas como Email Security Gateway, Firewalls, Antivírus e Proteção para Endpoints, e outras ferramentas de proteção.

Contratar serviços de consultoria como testes de intrusão, auditorias e avaliações de conformidades com normas de segurança internacionais como LGPD, GDPR, ISO 27001 e outras;

Investir na prevenção, treinando usuários com ferramentas de ensino e treinamento em cibersegurança para usuários finais. Essas ferramentas também são conhecidas como Cyber Security Awareness Training, e deve aliar ensino teórico, através de cursos e aulas e também prático com o envio de testes para os usuários verificando a aprendizagem e conhecimento de todos na empresa. A cibersegurança é uma tarefa coletiva e além das ferramentas, é necessário que a cultura de segurança e o comportamento seguro estejam presentes em todos os departamentos da empresa ou organização.

Seu free trial começa aqui

Newsletter